TRT-RN faz descarte sustentável de equipamentos de informática

Descarte sustentável

O Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região realizou o descarte de 749 itens de tecnologia da informação considerados irrecuperáveis. O montante eletrônico inclui computadores, monitores, impressoras, estabilizadores, scanners e nobreaks. 

O descarte sustentável foi realizado por meio da empresa Natal Reciclagens, que já havia recolhido 38 aparelhos de ar-condicionado do TRT-RN, em agosto. A expectativa é que o Tribunal realize novas ações de desfazimento e doações até o final do ano. 

 

Metas e comissões

O processo de consumo sustentável e disposição final de bens foi publicado no Ato TRT21-GP nº 161/2020, que está de acordo com a Meta nº 9 do Poder Judiciário brasileiro de adoção da Agenda 2030 da ONU pelos Tribunais. 

Dessa forma, o TRT-RN formou comissões de avaliação de bens de tecnologia da informação, responsável por avaliar as condições dos equipamentos de informática, e de avaliação de bens móveis, encarregada de analisar os demais materiais. Ambas têm o encargo de classificar os bens como ociosos para o Tribunal ou irrecuperáveis. 

“É preciso descartar de forma ambientalmente correta e o laudo realizado pelas comissões é parte primordial para se desfazer do bem”, explicou Randolfo Costa, chefe do Setor de Registro Patrimonial do TRT-RN.

 

Fonte
Comunicação Social do TRT-RN