TRT-RN apresenta Ata Ilustrada em Fórum de Corregedores

imagem de servidora do TRT trabalhando de frente para 2 monitores

Há uma unanimidade entre os magistrados e servidores que participam das correições ordinárias no Poder Judiciário que a leitura obrigatória da ata, com as observações e as recomendações do corregedor, ao final dos trabalhos, é um ato meramente formal e, pela própria natureza e complexidade dos números apresentados, se torna muito maçante.

No Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), essa formalidade ganhou novas formas, novas cores e vem se tornando cada vez mais atraente para os envolvidos no processo de correição e até mesmo para os leigos que acompanham a solenidade de leitura das atas de correição das Varas do Trabalho do Rio Grande do Norte.

“A Ata Ilustrada é uma prática que já vem sendo adotada há mais de dois anos e que vem sendo aperfeiçoada a cada correição, com o uso de gráficos mais informativos, que contribuem para uma compreensão mais instantânea”, explica Keilia Melo de Morais, secretária da Corregedoria do TRT potiguar. 

“Toda nossa exposição é ilustrada com gráficos e imagens que ajudam o magistrado e os servidores a visualizarem os dados levantados e a compreenderem qual a situação da Vara percebida pela correição”, completa.

A única parte da solenidade de leitura da ata que permanece como antes é a que trata das recomendações, mesmo assim, observa Keila, “cada uma das recomendações é apresentada enquanto é feita a leitura dessa parte da ata”.

A equipe da Corregedoria do TRT-RN utiliza o editor gráfico do Google, disponível no pacote de programas utilizado pelo tribunal, para a produção das novas atas.

 

Fonte
Comunicação Social do TRT-RN