Tribunal suspende prazos processuais em virtude da greve dos membros da Advocacia da União

Com objetivo de preservar o interesse público, a presidência do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte resolveu suspender os prazos processuais para a União, suas autarquias e fundações públicas federais.

A suspensão se fez necessária em vista da greve dos membros da Advocacia da União, inclusive seus Procuradores das autarquias e das fundações públicas. De acordo com o desembargador Carlos Newton Pinto, presidente do TRT Potiguar a medida vai vigorar enquanto perdurarem os efeitos da paralisação, retornando novamente a contagem dos prazos assim que forem retomadas as atividades dos membros da Advocacia da união.

Fonte
ASCOM / TRT 21º