Tribunal do Trabalho investe na saúde dos servidores

Visando a necessidade de preservar o maior bem do ser humano, a vida, o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região, pelo setor de serviço médico-odontológico, implantou em outubro do ano passado, o Programa de Prevenção de Doenças nos Servidores.

Em seu primeiro módulo, o Programa objetiva a "Terapia de cessação do tabagismo", conta com 28 inscritos. Segundo a coordenadora do Programa, a pneumologista Andréa Luísa Cavalcanti, o programa não pára. Não tem uma data final, pois o processo deve ser contínuo. Afinal, só quem tenta parar de fumar sabe das dificuldades para alcançar esse objetivo. "Esse processo de parar de fumar requer muito mais persistência do profissional do que do paciente, pois o médico deve saber o tempo em que deve abordar o fumante, já que nem sempre ele está preparado para ouvir sobre isso", disse Andréa Cavalcanti. Um bom exemplo disso, foi o fato de quatro servidores terem parado de fumar após participarem da primeira palestra sobre o tabagismo, em outubro do ano passado. Segundo a coordenadora, essas pessoas estavam prontas para ouvir uma orientação, só precisavam de um apoio. "Parar de fumar é uma tarefa árdua, só consideramos a pessoa não-fumante, após um ano de cessação. No entanto, essas dificuldades são contornadas com remédios ou orientações alternativas, mas algumas pessoas precisam apenas de uma boa conversa", complementou.

O programa é aberto a todos os servidores do Tribunal do Trabalho e para ingressar nele é necessário apenas ter a vontade de parar de fumar.

É importante lembrar da importância de projetos como este, pois é uma grande oportunidade dos servidores mudarem de hábito, melhorarem a qualidade de vida e obter uma avaliação sobre sua saúde como um todo.

Na próxima segunda-feira, o programa de prevenção irá promover sua terceira palestra sobre Terapia de cessação do Tabagismo, com a cardiologista Silvia Costa, que vai ocorrer às 10h, no Salão de Eventos da sede do TRT-21. Mais informações, falar com Ludmara, no setor médico-odontológico.

A próxima palestra vai ocorrer no mês de abril com o dr. Fernando Pinto, cirurgião de cabeça e pescoço. Outra boa notícia é que os coordenadores do Programa já estão estudando a implantação de um segundo módulo, que será sobre as formas de prevenção à LER - Lesão por Esforço Repetitivo.

Fonte
ASCOM / TRT 21º