Semana da Memória na Justiça do Trabalho debate preservação e desafios do pós-pandemia

Imagem mostra fachada do TST

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) está realizando, até o dia 25 de setembro, a Semana da Memória na Justiça do Trabalho, com o objetivo de lembrar e avaliar os acontecimentos marcantes ligados ao mundo do trabalho e do Direito nos últimos anos.

Em 2020, em razão da pandemia, a programação vai contar com  um seminário telepresencial e uma exposição virtual.

Dentro da programação da Semana, foi realizado nessa terça-feira (22) o seminário “Trabalho e Justiça do Trabalho: Memória e História”, que contou com a participação de especialistas e debates sobre a importância da preservação da história da Justiça do Trabalho e de fatos, julgados e processos relevantes para o Poder Judiciário e para a sociedade em geral.

Os desafios do mundo pós-pandemia da Covid-19 também foi um tema abordado no seminário transmitido pelo canal do TST no YouTube.

Representaram o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região no evento, a vice-presidente do TRT-RN, desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Wanderley de Castro, o juiz auxiliar da Corregedoria do TRT-RN, Luciano Athayde Chaves, e o chefe do Setor de Gestão Documental e Memória, Emerson Carlos da Silva.

Para a desembargadora, a iniciativa do TST é louvável e muito relevante, pois "a memória da Justiça do Trabalho é a memória do Direito Social e da afirmação da cidadania".

Exposição

Dentro do contexto do isolamento social decorrente da pandemia, a Comissão de Documentação do TST, por meio da Coordenadoria de Gestão Documental e Memória do Tribunal Superior, elaborou uma exposição virtual sobre os surtos endêmicos ocorridos nos últimos séculos até os dias atuais.

A intenção da exposição "Pandemias e Relações de Trabalho" é mostrar o impacto desses eventos históricos, como a gripe espanhola e a peste negra, no mercado de trabalho, na economia e na vida das pessoas em geral.

A exposição virtual está disponível no https://bit.ly/3kJVX8C.