Magistrados e servidores do TRT-RN já realizaram mais de 300 mil procedimentos durante o trabalho remoto

Imagem mostra gráficos com desempenho

Os números chamam atenção e podem mensurar o quanto os magistrados e os servidores da Justiça do Trabalho no Rio Grande do Norte têm produzido durante o período de trabalho remoto imposto pelo novo coronavírus.

Ao todo, foram realizados 300.908 procedimentos, desde o dia 20 de março, no Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), alguns deles resultaram no pagamento de R$ 15,4 milhões só para custear ações de combate à Covid-19.

O volume de sentenças e decisões do TRT-RN, nesse período, chegou a 5.906 e 6.818, respectivamente. No mesmo intervalo de tempo, foram proferidos 20.841 despachos e o número de atos de servidores chegou a seguinte marca: 267.343.

Um ato do presidente do TRT-RN, desembargador Bento Herculano Duarte Neto, suspendeu o atendimento presencial nas Varas do Trabalho e no Tribunal e instituiu o regime de trabalho remoto, como forma de conter o avanço do novo coronavírus.

“A Justiça do Trabalho do RN se adaptou rápido à nova dinâmica e manteve em alta a sua produtividade. Além disso, ainda temos feitos regularmente a liberação de valores para a aquisição de equipamentos e a compra de insumos que serão usados no enfrentamento da Covid-19”, declarou o presidente do TRT da 21ª Região.