Assinada a ordem de serviço da reforma do antigo Papi após venda pela Justiça do Trabalho do RN

Imagem mostra fachada do prédio onde funcionava o Papi

Foi assinada esta semana a ordem de serviço, pelos grupos Delfin Saúde e Incor Natal, para a reforma do prédio do antigo Hospital Papi, que funcionará anexo ao Hospital Rio Grande, no bairro do Tirol, em Natal.

A venda direta do complexo imobiliário no qual funcionava a unidade de saúde foi feita em leilão realizado pela Justiça do Trabalho do Rio Grande do Norte, no primeiro semestre de 2020.

A proposta é de criar 1.700 vagas de emprego, 400 leitos, sendo 100 de UTI, com atendimento estendido ao Sistema Único de Saúde (SUS).

A propriedade foi adquirida no valor de R$ 18,9 milhões. O juiz Cacio Oliveira Manoel, responsável pelo leilão, afirmou que mais de 700 processos trabalhistas serão solucionados com os valores arrecadados.

“Além de pôr fim à celeuma fiduciária com a SICREDI e a CHB, instituições financeiras credoras do Papi, a venda intermediada pelo Tribunal vai fomentar a economia do Estado, com a injeção de capital e geração de empregos”, declarou o magistrado.

O pagamento acontecerá em parcela única, com vencimento aprazado para 10 de dezembro, beneficiando credores e trabalhadores.

Os grupos Delfin e Incor farão um investimento de R$ 6 milhões nas obras de reforma do antigo Papi. A estrutura, que será totalmente recuperada, conta com aproximadamente 2.860 m².