Abdala pede apoio da sociedade contra trabalho escravo e infantil

Rio de Janeiro (RJ) ¿ O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Vantuil Abdala, disse hoje (23) no Rio, onde participou da inauguração da nova sede da primeira instância trabalhista, que só com o apoio da sociedade brasileira será possível ao Brasil extinguir a mácula dos trabalhos escravo e infantil que tanto prejudica a imagem do País. ¿Esta é uma preocupação muito grande da Justiça do Trabalho e do Tribunal Superior do Trabalho e nós não devemos nos enganar. É preciso reconhecer que temos esta mácula e é preciso que as pessoas denunciem¿, solicitou Abdala.

Na opinião do presidente do TST, somente com a conscientização da sociedade será possível erradicar o trabalho escravo. Vantil Abdala afirmou ainda que a implantação de Varas do Trabalho itinerantes também contribuirá para esta erradicação. ¿Instaladas em embarcações, essas Varas poderão chegar a regiões distantes e inóspitas, onde atenderá populações desatendidas. Mas não nos enganemos: existe trabalho degradante e aviltante inclusive nas grandes cidades e por isso precisamos que as pessoas denunciem¿, afirmou.

Já em relação ao trabalho infantil, Vantuil Abdala reconhece que há mais dificuldades principalmente devido a aspectos culturais enraizados na sociedade brasileira. ¿Muitas pessoas acham natural a exploração do trabalho de meninas de 11, 12 anos principalmente em tarefas domésticas. Em muitos casos, elas trabalham em troca de alimentação e moradia¿, reconheceu o presidente do TST ao acrescentar que ¿a Justiça do Trabalho está alerta a todas essas formas de trabalho degradante¿.

Fonte
TST - BRASIL